A dependência química é uma doença de ordem bio-psico-social que afeta não só o organismo do indivíduo mas também suas relações sociais, familiares e profissionais.

Por seu aspecto amplo, o tratamento deve ser conduzido por equipe multidisciplinar especializadas. O tratamento deve ser individualizado, planejado de acordo com as necessidades do paciente e da família. Não existe um tratamento único que atenda a todos os usuários da mesma forma, precisando assim passar por atendimentos e desenvolver um plano individualizado.

É uma doença que passa por alguns critérios para seu melhor diagnóstico; ela pode ser controlável e tratável com profissionais adequados. As formas de tratamento são diversas, incluindo Internação, Serviço Ambulatorial, Psiquiátrico, Médico, Psicológico, Terapêutico entre outros.

A clínica Vereda Saluti trabalha com o modelo de Internação por entender ser um método com resultados satisfatórios.

Nosso diferencial é nossa equipe terapêutica altamente preparada para intervir nas crises de abstinência, que se caracterizam pela presença de sintomas físicos e psíquicos de desconforto frente à interrupção do consumo de drogas.

Nossos pacientes cumprem o tempo de programa estabelecido e nosso índice de desistência é praticamente inexistente.

Temos um programa de Ressocialização, onde o paciente, de acordo com seu desempenho, passa ir alguns finais de semana para casa para avaliação social e familiar.

Temos o Programa de Pós Tratamento indicado para cliente que passou por um período de internação e percebe-se uma demanda ou necessidade do mesmo com dificuldades de readaptação. Nesse serviço fazemos junto com paciente uma proposta e cronograma individual com dias para retornar à instituição e dar continuidade e constantes avaliações da equipe.

Esse programa é focado em metas e objetivos, treinamento de habilidades e mudança de estilo de vida. O Pós Tratamento é realizado até que o cliente complete seu primeiro ano de sobriedade.

Com nossa excelência no atendimento, nosso objetivo é oferecer suporte desde o primeiro contato até a recuperação do paciente, acompanhando a família em todo o tratamento.

clínica para recuperação de drogados

clínica para recuperação de alcoólatras

clínica para reabilitação de drogados

Tratamento, recuperação e reabilitação

Para alcoólatras, viciados em drogas e dependentes químicos

A Clínica Vereda Saluti oferece tratamento, recuperação e reabilitação para viciados em drogas, entorpecentes químicos e álcool. A seguir, citamos as drogas mais conhecidas utilizadas.

Heroína

A heroína é um opiáceo processado diretamente a partir dos extratos da papoula de ópio. A droga foi originalmente criada para ajudar a curar as pessoas da dependência da morfina. Ao cruzar a barreira hemato-encefálica, que ocorre logo após a introdução da droga na corrente sanguínea ,a heroína é convertida em morfina, que “imita” a ação das endorfinas, criando uma sensação de bem estar. A euforia da droga é descrita como um “orgasmo” centrado no intestino. um dos métodos mais comuns do uso da droga é através da injeção intravenosa.

Cocaína

A cocaína é um alcaloide tropano cristalino que é obtido a partir das folhas da planta da coca. Ela é tanto estimulante do sistema nervoso central como um supressor eufórico de felicidade e energia aumentada. A droga é um potente estimulante do sistema nervoso central, e sendo assim, seus efeitos podem durar de 20 minutos a várias horas, isso depende da dosagem usada e da pureza da droga. Os sinais iniciais de estimulação são hiperatividade, inquietação, aumento da pressão arterial, aumento da frequência cardíaca e é claro, a euforia. A euforia pode ser seguida de sentimentos de desconforto e depressão, além do desejo de usar mais uma dose. O interesse e prazer sexual podem ser ampliadas, e os efeitos colaterais podem incluir espasmos e paranoia.

LSD

O LSD, também conhecido como papel, é uma das substâncias alucinógenas mais poderosas conhecidas. Bastante popular em baladas, a droga foi inventada em 1938 por Albert Hoffman, um químico suíço que estava em busca da cura para o resfriado. Uma gota do produto caiu em sua mão e ele começou a ter alucinações na volta para a casa.

A droga amplia a sensação sonora e visual do usuário, e até mesmo algumas sensações físicas e psicológicas são alteradas – por isso são tão populares em festas. Os estímulos visuais, no entanto, podem causar efeitos muito piores no usuário, como paranoia, confusão ou crise do pânico – ainda que nem todos sintam.

Êxtase

Inicialmente utilizado como medicamento psiquiátrico, o ecstasy também produz uma sensação de bem-estar, além de diminuir a ansiedade e o medo. Apesar de ser proibido em quase todos os países, é uma das drogas lícitas mais utilizadas em todo o mundo.

Como efeitos colaterais, o usuário pode sofrer de desidratação, o que pode levar à morte. O problema com a droga é o fato de que as indústrias clandestinas que produzem a substância cometem muitas falhas na produção, que aumentam ainda mais o risco. Os efeitos primários do MDMA incluem uma maior consciência dos sentidos, euforia, empatia, amor, felicidade, auto-consciência aumentada, sensação de clareza mental e uma maior valorização da música e do movimento. Alguns usuários tem maiores sensações táteis, tornando o contato físico com outra pessoa mais agradável.

Ópio

O ópio é um narcótico resinoso formado a partir do látex liberado por laceração das vagens de semente imaturos de papoulas de ópio. A droga contém 16% de morfina, um alcaloide de opiáceo (que é mais frequentemente processado quimicamente para produzir heroína para comércio de drogas ilegais).

O ópio foi gradualmente substituído por uma variedade de opióides purificados, semi-sintéticos e sintéticos com efeito progressivamente mais forte. Esse processo começou em 1817, quando Friedrich Wilhelm Adam Sertürner relatou o isolamento da morfina pura de ópio após pelo menos treze anos de pesquisa e um julgamento quase desastroso sobre si mesmo e outras três pessoas.

O ópio tem um potente efeito narcótico e anestésico, e pode ser fumado ou mesmo comido, bem como dissolvido em álcool e bebido. O láudano, como é chamado a bebida alcoólica que leva o ópio, se tornou famoso por seu uso pelos poetas do romantismo. Ele até se tornou uma bebida comum entre a classe trabalhadora.

Maconha

A famosa maconha, ou melhor, cannabis, é um produto psicoativo da planta Cannabis Sativa. Os seres humanos tem consumido cannabis desde a pré-história, embora no século 20 houve um aumento no seu uso para fins recreativos, religiosos ou espirituais e medicinais. Estima-se que cerca de quatro por cento da população adulto do mundo usa cannabis anualmente.

A droga tem efeitos psicoativos e fisiológicos quando consumidos, geralmente a droga é fumada ou ingerida. Seus efeitos são psicodélicos e psicoativos, o usuário sente uma leve sensação eufórica, que pode ser intensificada dependendo do método de fumo ou mesmo pela quantidade da dose. Ela geralmente não é debilitante, exceto quando é utilizada em altas quantidades, o que pode causar confusão mental.

Cogumelos Alucinógenos

Os cogumelos alucinógenos são fungos que contêm substâncias psicodélicas e ocasionalmente outras triptaminas psicoativas. Quando um cogumelo desses é ingerido, alguns dos efeitos são: fortes componentes visuais e auditivos, visões e revelações podem ser experimentadas, e o efeito pode variar do estimulante para angustiante.

São quase 200 espécies de cogumelos com propriedades alucinógenas, que contem aos princípios ativos psilocina e psilocibina, responsáveis pelos efeitos causados no usuários, que podem até levar a morte. O efeito é semelhante ao do LSD, embora seja com uma duração menor. Pode haver também uma ausência total de efeitos, mesmo com doses elevadas.